Atuação sindical
TERCEIRIZAÇÃO "ESTÁ DECIDIDA"
Agora a luta é para segurar empregos
sem imagem

O Metabase Brumadinho, recebeu em sua sede os demais sindicatos METABASE Mariana, Itabira e Belo Horizonte em reunião com a Vale para obter todas as informações e encaminhar demandas das entidades pela preservação dos empregos, diante do processo de terceirização posto em prática nos armazéns e laboratório da empresa.

Cobrada de uma posição efetiva sobre a terceirização dos armazens, representantes da Vale informaram que a “decisão está tomada” e será realizada em etapas e transição para o novo modelo através do consórcio entre as empresas Expressa Mirassol e MRO, criando a a MRN, que passará a cuidar do setor que está sendo terceirizado.

As etapas e implantação começam em julho próximo, com a empresa atuando no Centro de Distribuição em Barão de Cocais. Depois o projeto se estende, na ordem, para Itabira, Congonhas, Belo Horizonte e Brumadinho.

As direções dos Sindicatos cobraram intensamente a discussão e implementação de medidas que preservem os empregos, através de realocação, qualificação em outras funções e que a Vale se prenda em critérios sociais para a tomada de decisões.

Além de discutirmos a situação efetiva dos armazens, as direções sindicais denunciam que a terceirização está sendo realizada na Vale de forma vertiginosa. Citaram setores como a manutenção, empilhamento de rejeitos a seco, laboratórios e outros. Lembraram que é inadmissível a contratação de empresas terceirizadas, como uma existente em Guanhães, que mantém 20 trabalhadores sem carteira assinada. A denúncia apareceu vergonhosa: “a Vale está comprando minério de ferro de pequenas empresas, que mantém trabalhadores em condições quase escravas!”.

Foi solicitada à Vale uma nova reunião a ser realizada no próximo dia 23 de abril, cobrando da empresa informações efetivas.

foto

          

[+] Veja mais notícias              Voltar para página inicial